sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Berinjela Natalina


Rou-rou-rou!
Berinjela de Natal pra vocês!


O causo é o seguinte:

A mocinha foi passear com a mãe em uma bucólia cidadezinha nas proximidades do Natal.
Cidade bela, toda enfeitadinha no espírito, bolinhas vermelhas, neve falsa e renas laranjas.





Em determinada parte "importante" da cidade havia uma Vila do Papai Noel, uma graça!
Casinha pequena, com uma árvore gigante, Mamãe Noel na porta. Bicnhos automáticos que só mexiam a cabeça. E é claro um calor do capeta, por ser verão no Brasil.

Passeando pela vila, avistaram ao longe um belo Papai Noel sentadinho e imóvel, pensaram que o boneco estivesse estragado, mas resolveram ser educadas e cumprimentaram o Noelzinho.

- Oi, Papai Noel!

Ele levantou a mão e acenou de volta dizendo feliz natal.




A mocinha e sua mamãe ficaram tão desconcertadas e surpresas por ser um Papai Noel "DEVERDADE"

Que tiveram uma crise de riso convulsivo. Riram tanto e NA cara do Papai Noel que além de suportar o calor com aquela linda roupa teve que aguentar um riso histérico e aparentemente sem motivo por uns 5minutinhos até ficar bem irritado.

Temendo por suas vidas, as belas moças resolveram chispar dali, ainda rindo.
Chegando na porta da vila do papai noel, alguém teve a idéia de beber água para aliviar
o animo e acalmar o riso que continuava a querer brotar de dentro e dominar o mundo.

Quem sabe me dizer o que acoanteceu?

É claaaaaaaaaaaaaaro que a água não resolveu o problema e ao contrário conseguiu fazer um
estrago ainda maior. Quando a mocinha encheu a boca do líquido transparente, a imagem do
surpeendende papai noel "verdadeiro" resolveu encher seus olhos novamente, e aí a água que morou muito bem no copinho foi cuspida pelo belo carpete vermelho. Mas não foi só isso,
levano em conta que a duplinha era turista nada mais óbvio do que saber que elas tinham passado o dia comendo todas as besteirinhas que pareceram ser apetitosas e logo que a água passou a morar no tapete deliciosas gostosuras resolveram sair do estômbo e ir morar no tapete da Vila do Papai Noel também.


E viveram Felizes para Sempre,
são os mais sinceros votos de Lelê Mafalda
as protagonistas da história e da moça que teve que limpar tudo.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Calor do capeta.

Rio 40º graus cidade maravilha da beleza da guerra e do caos.

Na verdade não sei, eu sei que o 40º é mais que verdade.
E ele fica melhor ainda se você for pobre, se você for pobre e morar longe do trabalho é melhor ainda. Se você for pobre morar longe do trabalho e seu ônibus não tiver ar-condicionado fica o que?

Melhor ainda...

Pois sim, pense comigo que alguém muito esperto inventou o horário de verão, e que nesse horário o sol fica numa posição tão deliciosamente estratégica que não importa a sua posição no ônibus, ele vai estar lá te iluminando e aquecendo. Aliás pra não mentir por completo, a única forma de se esconder dele é se o ônibus estiver tão lotado que as pessoas façam um paredão na sua frente, mas aí é uma idéia triste, né? Você vai estar se dando bem emcima de desgraça alheia.

Esses dias saí um pouco mais cedo do estágio, aonde eu costumo trabalhar em pé e no sol já pra garantir uma tarde bem "arejada", atravessei a passarela da alegria na Av.Brasil, uma passarela de concreto que balança, vidinha emocionante- esperei paciente mente-mente o ônibus chegar com o sol na minha cara, com muito otimismo, por pensar que o trajeto costuma durar 30min, e que quando eu entrasse no ônibus o movimento dele faria entrar vento pela janela em mim.

NHAM

Fiquei lá com meus pensamentos e esperanças de gente pobre, quando finalmente meu esperado ônibus chegou, VAZIO! Com muitos lugares para serem escolhidos, uhuuu \o/

Fui lá, sentei num lugar com uma janela bem abertona e com o sol na minha cara, claro....esperei que o moço acelerasse pro vento começar a circular dentro do monstrinho, e?

Quem adivinhar o que aconteceu ganha um doce.

Peguei um engarrafamento de 2h.



2h
No sol
2h
Sem vento.
2h
No ônibus
2h
ônibus que não andava.
2h
no engarraframento
2h
sol de 40º
2h

Vocês não vão considerar pecado se eu disser que tive vontade de morrer, vão?

Eu queria morreeeeeeeeeeeeeeeer.

Não morri, o calor continua forte e eu continuo pobre.
Ser rica seria muito bom, mas um ônibus com ar-condicionado já faria bastante diferença na minha vida.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Morte a tecnologia!

E essa dependencia psicótica da tecnologia?

Ficar sem telefone por uma semana, duas horas sem internet, geladeira pifada, ventilador quebrado, barbeador sem pilha.

Aaaaaaaaaaaaaah!

Em meados de fim de período na faculdade, o computador de uma amiguinha morreu.
Todas as mais sinceras condolências para ela. Vocês conseguem imaginar a dor de alguém
que não tem como terminar projetos importantes? Que valem notas que significam um semestre inteiro da sua vida acadêmica #mimimi

Ganhei um laptop lindíssimo, mas não estou conseguindo instalar o autocad nele. Pra quem não sabe autocad é o arroz com feijão dos programas de quem projeta em arquitetura, é o pão nosso de cada dia. A sensação que fica é que toda a configuração mais power linda do laptop é inútil só porque não tenho o bendito programa instalado.


Pior do que isso, durante esse período escrevi minha monografia por isso que eu parei de postar, visse? Fiz vários levantamentos por perto de onde o projeto...

Aliás antes de prosseguir tenho que explicar um pouquinho como funciona a graduação de alunos de arquitetura por ser um pouco diferente dos outros cursos. Fazemos vários projetos durante o curso com temas diferentes, tipo escola, aeroporto, casa, condomínios e etc. No trabalho final de graduação, ou trabalho de conclusão de curso, somos nós que escolhemos o tema, podendo ser desde um orfanato até um hospital. Escolhido o tema, por um semestre temos que escrever uma monografia sobre o tema, escolher um lugar em que esse projeto deveria ser executado, fazer levantamentos sobre o local escolhido e pesquisar sobre projetos parecidos que existam, para só no período seguinte projetar o tal lugar, com direito a show pirotécnico durante a apresentação.


Explicado isso volto pra tecnologia.

Fiz pesquisas, fiz levantamentos, fiz desenhos no cad, vetorizei coisas no Corel Draw, colori os trecos no photoshop e na hora de organizar isso tudo no work eu quis pular de uma ponte.

Como é que existem pessoas que vivem de word???
Impossível isso gente, decretei falência na frente desse programa.
Pedi pra sair no estilo zero um.


E aí, que a vida é assim, você se rende a tecnologia e um belo dia ela te dá um tiro no peito. Você acorda com falência múltipla dos órgãos, porque seu computador acordou sentimental, ou porque tá muito calor e acontece um apagão na cidade.

Nessas férias quero escrever com caneta, mascar chiclete, ir pra praia dizer alou pro por do sol, que já tem tempo que não bate um papo comigo.


Ps.: Tecnologia eu te odeio.
Ps.2: Word eu te odeio muito mais!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Xiiiiiiiiiiii

Já aconteceu com vocês, né?

Dormir está entre as coisas mais gostosas deste universo grandão.
Aí acontece que quando entramos naquela fase gostosinha da semi inconsciência
aonde ainda não é sono propriamente dito mas também não é um estado acordado também,
vem uma vontade bem fininha de fazer xixi, mas é fraquinha não é dessas que fazem sair
correndo pro banheiro. Você faz o que? ignora a vontade fraquinha, ou só finge que ignora, por que na verdade o que acontece é que você começa a pensar no xixi e vai saindo aos poucos daquele estado gostoso de quase sono até sair dele totalmente e ter que levantar pra passear no banheiro.


Mas o pior de todo o mundo e universo na minha humilde opinião de jovem estudante labutadeira da vida é a hora de acordar.
Você que como eu dorme tarde e levanta antes do sol raiar pra enfrentar ônibus lotado, com toda a certeza sabe valorizar qualquer 5 minutinhos que a vida te dá de brinde pra ser usado embaixo do edredom quentinho. A tragédia que vem é a seguinte:

Você acorda com uma daquelas vontades fininhas de ir ao banheiro fazer xixi,
olha pra janela e pensa que o despertador não tocou. Oh, não!
Aí você pega o celular que fica embaixo do travesseiro e fica muito contente ao
ver que na verdade você ainda tem não 5 nem 10 ou 15 mas completos 30 minutos
pra continuar na cama. Como valorizadora do sono e em respeito a cama, a decisão tomada
naõ tarda em ser a de dormir de novo, e só libertar o xixi na hora que o despertador tocar.
Fecha os olhinhos e......... NADA a vontade do xixi tá lá bem fraquinha te dizendo pra ir ao banheiro, mas pessoa obstinada que é tenta vencer a vontade com a conversa, dizendo pra ela que naõ pode jogar fora 5 minutoos dos seus 30 indo ao banheiro e blá, blá, blá.
Depois de muita conversa entre vocês o xixi vence, você levanta querendo acabar logo com ele, faz xixi de olho fechado pra ver se o sono não te abandona e volta correndo pra cama.
Quando o edredom cai de volta no seu corpo, o despertador toca.



E a vida segue assim, uma eterna luta com o xixi, tem até quem dcida não beber água pra ir menos no banheiro, mas a bexiga se vinga e cria pedras nor rins dessas pessoas que tentaram driblar a sorte mijadeira da vida.

Por isso crianças, não corram, não vai adiantar, bebam água e vão ao banheiro quando o xixi chamar. Ele já mostrou quem é que manda!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Eleições 2010

"""Ele fez um gesto, levantando a mão.

– Eu venho em paz – anunciou ele, acrescentando após um longo momento de esforço adicional – levem-me ao seu lagarto.

Ford Prefect, é claro, tinha uma explicação para aquilo tudo, enquanto assistia com Arthur às repetidas reportagens frenéticas na televisão que, por sinal, não tinham nada a dizer, além de anunciar que a coisa tinha causado um prejuízo tal, avaliado em tantos bilhões de libras e que tinha matado aquele outro número completamente diferente de pessoas, e depois repetiam tudo novamente, porque o robô, desde então, estava prostrado, balançando levemente o corpo e emitindo pequenas mensagens de erro incompreensíveis.

– Ele vem de uma democracia muito antiga, sabe...

– Você está querendo dizer que ele vem de um mundo de lagartos?

– Não – respondeu Ford que, àquelas alturas, já estava um pouco mais racional e coerente do que antes, tendo finalmente sido forçado a tomar uma xícara de café -, nada tão trivial. Nada assim tipo isso tão compreensível. No mundo dele, as pessoas são pessoas. Os líderes é que são lagartos. As pessoas odeiam os lagartos e os lagartos governam as pessoas.

– Ué – comentou Arthur -, achei que você tinha tido que era uma democracia.

– Eu disse – afirmou Ford. – E, é.

– Então – quis saber Arthur, torcendo para não soar ridiculamente estúpido -, por que as pessoas não se livram dos lagartos?

– Isso sinceramente nunca passou pela cabeça delas – disse Ford. – Como elas têm direito de voto, acabam supondo que o governo que elegeram é mais ou menos parecido com o governo que querem.

– Quer dizer que eles realmente votam nos lagartos?

– Ah, sim – disse Ford, dando de ombros -, é claro.

– Mas – perguntou Arthur, sem medo de ser feliz – por quê?

– Porque, se deixam de votar em um lagarto – explicou Ford -, o lagarto errado pode assumir o poder. Você tem gim?

– O quê?

– Eu perguntei – disse Ford, com um tom crescente de impaciência entranhando-se em sua voz – se você tem gim.

– Vou ver. Conte-me sobre os lagartos.

Ford deu de ombros novamente.

– Algumas pessoas dizem que os lagartos são a melhor coisa que já lhes aconteceu – explicou ele. – Elas estão completamente enganadas, é claro, completa e absolutamente enganadas, mas é preciso que alguém tenha a coragem de dizer isso.

– Mas isso é terrível – disse Arthur.

– Olha, meu camarada – disse Ford -, se eu ganhasse um dólar altairiano cada vez que eu ouvisse um fragmento do Universo olhando para o outro fragmento do Universo e dizendo "Isso é terrível", eu não estaria sentado aqui como um limão procurando por um gim. Mas não ganho e aqui estou. """"


Texto roubado escancaradamente de um dos livros da série, Guia do Mochileiro das Galáxias, não sei dizer exatamente o porque mas acho que outras pessoas além de mim irão se identificar...

Pra quem boiou no último post sobre eleições, o candidato mencionado é um dos personagens dessa série que até já tentaram levar pro cinema mas a adaptação não fez tanto sucesso quanto os livros fizeram.





sábado, 11 de setembro de 2010

Sexta-feira 13

No ritmo do último post de terror,

Tem que acredite que quando o dia 13 cai em uma sexta-feira, quer dizer azar.

Muito azar, principalmente se atravessar por baixo de uma escada ou cruzar com um gato preto na rua.

A mocinha nunca tinha dado muita bola pra todas essas crendices chamadas bobinhas,

até que um belo dia acordou, e além de ser sexta-feira era uma das que são batizadas com 13.

Ela foi trabalhar e por lá sempre aparece um GATO PRETO medonho, não levou em conta como um sinal de mal agouro de sexta-feira 13, uma vez que o gato costumava aparecer sempre.

Cruzou com uma mocréia dessas que costumam enfeiar nossas vidas com uma convivência totalmente desnecessária.

E foi assim, caminhando pelo restaurante em que trabalha que tudo aconteceu.

Você com certeza já assistiu algum desenho em que o personagem escorregou em casca de banana, você também já deve ter visto uma banana frita passada com canela que de tão cheirosa faz a boca salivar.

Adivinha em qual delas a mocinha pisou e caiu de bunda no meio do restaurante?

de BUNDA!

E de frente pra mocréia.

Crianças, fiquem atentas para mal presságios e muito cuidado com as bananas nas sextas batizadas de 13 espalhadas aí pela vida.

História baseada em fatos reais e gentilmente cedida pela ALIMAC do Teoria do Playmobil


P.S. Gentem, minha internet anda terrívelmente ruim, juro que não estou de descaso,

me desejem sorte por tempos melhores com uma conexão melhor e facilidades de upload

=D


P.S.2: Talvez surja um vlog novo por aí com uma pareceria secreta,

quando tiver novidades eu grito por aqui.

sábado, 4 de setembro de 2010

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Zé do Caixão






Me contaram uma historinha digna de cine-trash:

A garotinha foi gastar sua noite de sexta-feira em um Pub Londrino.
Lá chegando conheceu um belo rapaz e logo se atracaram por quase
toooooooooooooooooda a noite, trocando muitos beijinhos e beijões.




Muitos e muitos MESMO.




No dia seguinte, a mocinha acordou em seu lar com a boca formigando
de forma incessante. O incomodo foi tanto que ela resolveu ir ao hospital
tentar dar fim a agonia.

Uma vez no hospital, o médico colheu amostras de seus lábios, que ao serem
examinados em um laboratório revelaram ser resíduos de carne em putrefação.



Hein?



Pois sim, a polícia foi acionada e pediu que a moça entrasse em contato
com o moço com quem tanto se beijocou no dia anterior.





Marcou uma visita em sua casa e a polícia a acompanhou chegando lá, delicadamente
invadiram a casa do tal moço beijoqueiro .

No porão do belo rapaz, forram encontrados pedaços e restos de P-E-S-S-O-A-S.






Pedaços e restos de

PESSOAS.











O moço minha gente, era canibal.





Moral da história:
Se um dia for a Londres, reze para
não beijar um canibal,do contrário seus lábios
formigarão e você fará um passeio com a polícia local.



Moral da história 2:
Se você for canibal, escove
bem os dentes depois da refeições
e antes de beijar as garotinhas.


sábado, 21 de agosto de 2010

Ainda comparamentos.



A nova agora. depois da Sandy, Pulguinha e Joaninha, foi me compararem com o cara desse vídeo, devo ter um rosto muito comum mesmo.... ou então as pessoas estão me vendo por toda parte!

sábado, 14 de agosto de 2010

Pessoas Congeladas.




A comida congelada sofre muito preconceito,
algumas pessoas dizem que perde o sabor e que nunca é igual a comida fresca.
Segundo especialistas o segredo para manter a comida congelada com gosto de
comida fresca é retirar o todo o ar de sua embalagem.





AR

isso mesmo,

AR.




E me leva a pensar,

O ar não é o elemento mais importante para os seres vivos?
Como assim ele consegue atrapalhar alguma coisa?



Eu sei que pra mim o Ser Humano também é assim.



Aqueles que gostam de sentir o vento no rosto,
estão sempre dispostos e exalando um aroma
gostoso de que foi feito na hora.

E outros que nasceram frescos, mas preferem se preservar,
são metódicos em como sua preservação deve ser feita. Algumas vezes
até se expõem, mas de forma muito cuidadosa, para não perderem seu sabor natural.







São serem diferentes que são iguais,
possuem desejos e formas diferentes de conviver.








Quem quiser viver a vida de forma intensa e arriscada que viva e viva feliz,
quem quiser se congelar e usar uma capa protetora, que também seja.



Eu por enquanto, estou me classificando mais como
comida dormida. .................... ZzZzzzZzZ

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sandy.


Encontrei vários amiguinhos de infância, desde aqueles meninos que puxam nosso cabelo na aula de matemática até aquelas meninas legais que colocam seu nome no trabalho que você tinha esquecido e ela fez.

Um desses amigos de infância beeeeeeeeeeem de infância mesmo, comentou como se fosse um complemento de alguma conversa não terminada:

-Ah, você tá parecendo a Sandy.








Tô até agora tentando entender o que ele quis dizer com isso.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Não morri!

Vortei people!
Ainda não postei por pura preguiça,
mas prometo que ainda essa semana vocês
voltaram a ter meus textinhos pra alegrar o dia.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Férias!


São belas, mas não deveriam ser moderadas.
Tem um espaço tão curtinho no caledário,
deveríamos abraça-las com mais força

sábado, 17 de julho de 2010

Histórias Berinjela

A moça saiu mais cedo do estágio naquele dia e iria pra faculdade. Ela costumava pegar um ônibus que vai por uma via expressa e chega mais rápido, mas como havia saído mais cedo, pensou em pegar o ônibus que demorava mais pra ir domindo no caminho, e chegar "revigorada" na aula.

Subiu no tal do ônibus que demoraria mais e pagou com uma nota de R$20,00 o motorista de uma uma forma delicadamente estressada, reclamou da nota, mas a moça que estava bem humorada por pensar na soneca que tiraria durante a viagem, catou dinheiro trocado e deu ao moço bravo.

E assim, super educado ele prosseguiu, as pessoas paravam o ônibus e perguntavam sobre o destino para confirmar, a resposta dele era sempre:

- Esse olho não enxerga ou não sabe ler?

O que pra mim são duas hipóteses perfeitamente razoáveis e não condenáveis, as pessoas podem sim, não saber ler, nem enxergar bem.

Chegando quase ao destino final entrou um moço no ônibus e na hora de pagar perguntou ao motorista se poderia ficar devendo 20 centavos, pois para pagar a passagem que era R$ 2,20 ele só tinha uma nota de 2 e outra nota de 50. O motorista com toda a gentileza do mundo perguntou:

-Tá maluco? Ficar devendo 20 centavos? Claro que não pode!

O moço entregou a nota de 50 ao simpático motorista e pasou a roleta para aguardar seu troco. Mas o motorista continuou querendo distribuir gentileza, começando um diálogo muito emocionante com o moço:

- Você é um doido, senta seu rabo ali e espera o troco.

-Fale direito comigo que não sou cachorro, eu vou esperar o troco em pé, aqui na roleta!

– Senta ali... Eu to mandando você sentar e esperar o troco!

...o homem nada de sentar.

Em um determinado retorno o motorista parou o ônibus e foi trocar a nota de 50 em um restaurante, quando voltou o moço foi logo cobrando o dinheiro:

-Me dá meu troco.

-Já mandei você sentar seu maluco, eu vou dar o troco quando eu quiser, você é um doido por ter me pago com uma nota de 50 eu não sou obrigado a trocar!

-Mas eu falei que só tinha 2 ou 50 reais, me dá um troco...

E o motorista disse que era para ele sentar e continuou dirigindo o ônibus.

Brasileiro é muito solidário, né?

As pessoas começaram a se irritar, o burburinho se instalou dentro daquela chambreca, e uma moça deu 20 centavos ao moço para entregar ao motorista e acabar com aquela linda novela mexicana. O moço aceitou os 20 centavos e queria pagar o dinheiro certinho ao motorista,, que por sua vez, queria continuar mal humorado durante aquele dia:

-Agora que eu troquei eu vou te dar o troco. Senta seu rabo e espera seu maluco!

O moço se enfezou pulou a roleta em cena digna de malabarista, pegou o dinheiro da mão do motorista, pagou a passagem e finalmente sentou no banco.

O motorista pegou um retorno e fui para uma delegacia que tinha passado a poucos minutos.

Era o que faltava pro ônibus inteiro se revoltar, o motorista largou a chambreca com as portas abertas e desceu como um touro em direção a delegacia. Uma das passageiras gritou que ia pegar o dinheiro da passagem de volta e pegaria outro ônibus, se levantou e outros foram atrás dela até onde o dinheiro fica guardado, cataram tudo e foram embora.

Infelizmente o lugar em que o ônibus parou só tinha outros ônibus no sentido contrário ao que a nossa jovem que QUERIA dormir e outros passageiros com pressa iriam. Então uma outra parte dos passageiros entraram da delegacia onde estava o touro para dizer que ele estava errado, e soltando fumaça além da conta por entre as ventas. O delegado contou 7 testemunhas contra o motorista e o aconselhou a não registrar queixa, com risco de até perder o emprego.

Ele voltou quietinho para o ônibus, onde não havia mais dinheiro, só muitos passageiros revoltados e desbocados.

E é claro que a mocinha da história não só não dormiu como ainda chegou atrasada na faculdade...

Moral da história: Nunca seja um motorista mal educado e se for estudante durma em casa.


Esta história foi contada pela @arkiteta  e faz parte das Histórias Berinjela, 
se aconteceu algo bem Milanesa com você no ônibus, na escola na festinha ou onde quer
que você frequente e visite,
compartilhe com outras frutas escrevendo
para:
berinjelamilanesa@gmail.com


Sua identidade será mantida em sigilo e todos os nomes devidamente trocados,
ou não. Como você preferir.

sábado, 10 de julho de 2010

Cuide do seu Nariz!


Até agora eu sobrevivi.
E ainda vivi como bonus.



quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tatuagem de Canetinha

Tatuagem é, ou era, associada a rebeldia e outras coisas bem ruins, pela maioria dos pais e dos familiares dos que "se atrevem" a pedir que rabisquem seu corpo.
Tem quem diga que é do capeta, tem quem diga que é libertação, expressão e arte.
Sendo ou não, presenteio vocês com algumas pérolas tatuísticas que a internet andou me proporcionando, afinal as tatuagens geralmente revelam um lado da personalidade das pessoas:



O irreverente.
Deve ser muito útil ter um
bigode em baixo dos lábios...








O que assusta.
Tadinha da Hello Kitty
no meio desta testa...




A falsa.
Isso aí é meia-calça!
Além de mentirosa ainda é oferecida.





Os que sabem homenagear.




Os que não sabem homenagear.
Errou na escolha do "homenageado",
errou na escolha do tatuador. Desculpe
pessoa, mas isso aí ta´horrrível!


Se você é dessas pessoas que se divertem com a desgraça alheia, tem tatuagens do tipo que assutam, e dos que não sabem homenagear, além de vários artigos raros nesse endereço aqui:


Se você for sensível a pessoas peladas pare de baixar a barra de roolagem depois de uma tatoo de relógio seguido da seguinte frase:

Now. Here is come the NSFW part! Ye be warned.

Daí pra baixo terão fotos de tatuagem DE partes genitais e EM partes genitais, se vc tem problemas com isso ou pretende ver no trabalho, a hora de parar de ver é essa.



Se você aprecia como arte as tatuagens, temos esse aqui: http://fuckyeahgirlswithtattoos.tumblr.com

Com várias moças bonitas e tatuadas, tem umas fotos bem
artísticas por ali.



quinta-feira, 1 de julho de 2010

Meu pé Grande I


Pois é, acontece que eu tenho UM pé grande.

O pé direito é maior que o pé esquerdo, o que sim
dá muito problema na hora de comprar sapato, até
porque as pessoas costumam dizer:

" Ah, que isso TODO MUNDO tem um pé maior que o outro, é normal..."

Porém minha diferença chega a ser de um número de um pé
para o outro. Eu tropeço muito e não sei andar direito de sandália,
o que me dá a desculpa perfeita pra viver de tênis.

AINDA Não estou reclamando, mas seria bom que as pessoas acrditassem
sem precisar ver, como com certeza é o caso de vocês. Por isso
estou colocando uma foto comprovatórias aqui. Que não talvez não seja suficiente...
Quando eu estiver inspirada e com a unha feita eu coloco outra.


Bom, parto hoje para os exteriores aí da vida, mas volto no fim do mes.
Não morram e saudade, eu sou espertinha e programei alguns posts pra vocês
durante minha ausencia, se o blogger colaborar, vocês terão no mínimo
um escritinho por semana, e se tiver tempo por lá, escrevo mais também.

Beijos e queijos, para acompanhar o Twitter é mais garantido: @lelemafalda

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Ainda o Fute que é Bol

- E essa mochila vermelha e preta, você é Flamenguista?
- Não.
- E é o que então?
- Eu sou a Letícia, muito prazer.


Shake your hands \o/

sábado, 19 de junho de 2010

Passe!

Ah, Ninóca,
Tem tanta coisa que eu quero que passe,
que tenha passado e que passará.



E que não fiquem migalhas sobre a mesa.


(aos maldosos, isso não é provocação =P )

sábado, 12 de junho de 2010

Falemos sobre Cravo e Rosa no lugar de Canela




O Cravo brigou com a rosa
De baixo de uma sacada
O Cravo saiu ferido e a Rosa despedaçada.
O Cravo ficou doente, a Rosa foi visitar.
O Cravo teve um desmaio,
E a Rosa pois se a chorar.


Fez algum sentido pra você?
Então me explica.





O Cravo é uma flor?
O Cravo é aquela meleca que dá na pele e pode virar espinha?





O Cravo é aquele instrumento que faz um som bonito?






Será que a Rosa é a mesma que a do Pequeno Príncipe?







Se for, ela nem é rosa, é vermelha...

Uma sacada de revolver, ou uma Sacada Genial?
Sacada de hotel?
Sacada de apartamento chique?
Sacada de conjunto habitacional?




DespedaçadA costuma ser pior do que feridO e porque quem ficou doente foi ele?
Se ela estava despedaçada, foi visitar porque?

Ele desmaiou de remorso?
Ou não aguentou ver a Rosa despedaçada?
O desmaio foi um prenuncio de morte?

Óquei, ela chorou, mulher é assim mesmo.

aqui chorando também, porque esse troço e
sua falta de sentido não me saem da cabeça.


Feliz dia dos Namorados pra todos vocês que tem um Cravo
ou uma Rosa confusa pra brigar e alegrar suas manhãs amorosas.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

A taça do mundo é nossa


No país do futebol o dia para na hora do jogo.

[Ninguém me perguntou se eu queria que meu país fosse o do futebol,
podia ser o da cerveja, do chocolate, do dinheiro....]


As pessoas são classificadas pelo time que torcem, se você é Flamenguista é carioca, se é Botafoguense é chorão, Corinthiano.... minhas condolências.

Por muito tempo as mulheres ficaram por fora dos gostos e conversas futebolísticaas, mas agora estão presentes nos programas sobre o assunto e não é difícil ter amigas que realmente gostem, não só as feias, do esporte.

Mas com tanta revolução eu queria mesmo é que me fosse permitido NÃO gostar de futebol.

As pessoas chegam com a pergunta classificatória:


- Qual é seu time?
- Nem um.
- Não gosta de futebol?
-Não.
-Só na Copa, ?

Como assim eu não gosto do troço, mas finjo que sim porque é Copa?
Um amiguinho descreveu os jogos como um evento social, tempo em que todos se abraçam
e se unem para os jogos.

Você, que gosta e acompanha futebol, acha legal o churrasco que tem no dia do jogo do Brasil e a namorada chata do seu amigo, grita histericamente sempre que alguém de camisa amarela chuta a bola? Ou a prima gorda que acha que tudo é impedimento?
Tem também seu vizinho que vai soltar tantos fogos de artifício que seu cachorro vai entrar em depressão.

Em todo o caso,

Boa Copa Social pra vocês

terça-feira, 8 de junho de 2010

Cantada Mal Temperada


Sua amiga é uma gracinha.
Parece uma pulguinha.






Até te dou um beijo,
mas só depois de

MUCHA LUCHA!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Meu Apego Material

O mundo é construido por objetos e vivemos com muitos deles.
Dormimos em camas, sentamos em cadeiras, usamos roupas
e andamos calçados.

Ultimamente prega-se o desapego material, um não aos excessos
criados pelo consumismo. Mas e os valores sentimentais que
colocamos neles?

A saudade é muito dolorida e presentes costumam representar pessoas.





Aquele anel que ganhou do seu pai, o brinco normal que seu irmão escolheu
com sua mãe, a presilha que sua amiga achou sua cara. A camiseta brega
que alguém trouxe de Fortaleza.

Andar com esses objetos ou simplesmente olhar pra eles me faz estar com
essas pessoas, mesmo quando elas estão tão distantes.

Minha casa é cheia de papel.
Eu tenho um milhão de roupas.
Muitos tênis entulhados.
Brincos sem par.

Sou rodeadas de coisas,
sou bagunceira.



E cheia de significados.



sábado, 29 de maio de 2010

Diga-me qual é o seu papel de parede que te direi quem és.



Em tempos em que a tecnologia dominou o mundo e quase tudo é computadorizado, os chips e botões se espalham por aí, até geladeira tem televisão agora!

E o papel de parede que antes substituía a tinta nas paredes e muros, virou algo importante
em computadores e celulares. Imagino que em pouco tempo o microondas também terá
descanso de tela e papel de parede personalizável.

Se você vive no Planeta Terra, com certeza já viu uma infinidade de diferentes papéis de parede
em paredes, em computadores e mais recentemente em celulares.

Tem pessoas que gostam de fotos de paisagem, imagino que na hora do stress ela fique olhando pro além se imaginando no lugar correndo pelado ou tomando água de côco.

Outras pessoas colocam fotos de pinturas ou desenhos que acham interessantes, provável que tenha uma inveja secreta dos desenhistas e pintores ou ache que um dia vai ser melhor do que eles.



E os que colocam foto de gente? c
omo a gente.

Até agora entendi quem coloca foto de lugar, foto de arte, foto de desenhos que não são arte ou referências a qualquer coisa. E estou muito disposta a entender quem coloque foto da família, filhos, namorados, sobrinhos ou qualquer outro ente querido que cause saudade constante.
Assim ou computador ou celular se transforma em um porta-retrato ( com letras e ícones na frente, mas tudo bem....)

Mas os que eu não entendo são os que colocam foto de si mesmo.
Usando óculos escuros, fazendo biquinho, com um sorriso colgate ou uma pose bem sensual.
Não vou considerar a hipótese do narcisismo, pois eu sei que ninguém aqui é assim. Todo mundo é humilde não quer virar flor na beira do rio.

A pessoa fica com saudade da própria cara, e precisa consultar seu rosto em foto velha?
Ou ela pensa que se perder o celular, vão reconhecer pela foto pra devolver?
Ou ainda vai ser assaltada por um pessoa muito bonita, que quando olhar a foto vai se apaixonar e vai querer viver um romance?
Ou no caso do computador que fica em casa, a mãe vai receber a visita de alguém importante, que quando olhar o computador vai se espantar com a beleza da pessoa e vai querer contratar como modelo?


Tudo muito plausível, acho que vou mudar meu protetor e ver se alguma dessas alternativas acontece comigo.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Como ter um blog de sucesso.



Que tipo de sucesso você quer?
Ganhar dinheiro ou tiarar onda de "famoso"?

Posso vir e dizer pra ter um bom lay out, comentar em outors blogs escrever tags dieitinho e oferecer um material inovador.

Mas sabe o que eu te digo?







Não faço a menor idéia.

Lá, lá, lá, lá.



Vá lavar roupa e se preocupar com boas notas na escola.

sábado, 22 de maio de 2010

Cantada mal temperada





Você é tão bonitinha, parece uma joaninha.









E você, está chamando quem de inseto???

terça-feira, 18 de maio de 2010

Histórias Berinjela


Duas moças bonitas e cheirosas foram passear no Rio de Janeiro, uma delas já havia
estado para visitar a irmã e já sacava toda a malandragem carioca.
Essa era
paranóica, a outra era uma distraída.
Saíram da rodoviária com 2 malas enormes e antes de pegar o outro
ônibus que
as levaria para o lugar em que pretendiam ter dias felizes, resolveram comprar
um daqueles
salgadinhos fedidos " a alegria das crianças e o passatempo
da sua viagem".

Quando foram comprar o tal
fedidinho pra comer, viram um cara ligeiramente estranho
parado ao lado do camelo que vendia encostado na parede e com braços cruzados.

A
Paranóica comentou sobre a esquisitice do sujeito, a Distraída nem considerou
o cometário.

Atravessaram a rua e pararam na fila do
ônibus que entrariam, o moço
atravessou também e parou na mesma fila.

A
Paranóica ligou as orelhas e desconfiou do moço.


Isso porque ela nem tem twitter...


Subiram no ônibus e começaram a ser fuziladas pelo olhar da pessoa estranha
e suspeita.

A
Paranóica aconselhou a Distraída para que parassem de falar, para não repararem
no sotaque delas de pessoas de fora do
RJ.

Como em dia feliz coisas boas sempre acontecem, ainda mais se você for usurário do
transporte público, o
ônibus delas quebrou. Arrastaram as malas pra fora até subirem
em outro
ônibus. Ao subir no próximo, o suspeito resolveu logo segurar no braço da
Paranóica e oferecer ajuda, que obviamente não foi aceita.

Espertinhas se sentaram bem na frente do monstro de metal e a medida em que o ônibus
se esvaziava o possível
assaltante/tarado ia mudando de lugar de modo a ficar mais
próximo das duas donzelas.

Nesta hora a distraída comentou:
- É... acho que você tinha razão aquele cara está nos seguindo.
A
Paranóica nem respondeu, pois estava muito concentrada tentando descobrir
um modo de descer do
ônibus sem ser assaltada.



Será que elas vão perder todas
as balas e
chicletes gostosos?

O mal-encarado se aproximou mais e resolveu confirmar se as moças conheciam
a região,
cutucou a Paranóica e perguntou:

- Sabe como eu faço pra descer no posto 6 da praia?
Paranóica que é paranóica sempre tem um plano paranóico:

- No momento nós estamos no posto 3 fica sentado aí e não se preocupa que eu te
aviso quando estiver chegando.

Ela sabia que era posto 3 porque tinha visto uma
plaquinha passando alguns
poucos minutos antes e ela teria que descer no posto 5.

Olha o fim da história chegando

Mesmo tendo tentado mostrar que já conheciam o Rio o sujeito ainda poderia descer
no mesmo ponto que elas onde seriam
bonitamente assaltadas. Até que,
Paranóica sacou o celular não pra entregar de bandeja e começou a falar em alto
e bom som:

- Pai, nós estamos chegando. Pode sair do carro, nós estamos com duas malas enormes.
E a Carol veio? Não? Ah, ela é uma
furona mesmo.
Ainda ao telefone ela levantou de um salto, no momento certo de descer:

-Ah,
vendo vocês! Vou descer agora do ônibus, beijo.




Tchauzinho Bêibi!

!

Claro que era tudo mentira, mas foi muito bem pensada,
hein?
Meninas podem copiar e salvar suas
vidinhas quando ameaçadas
por pessoas suspeitas e sujeitos mal encarados.


Este é o
post inaugural de Histórias Berinjela, se aconteceu algo
bem Milanesa com você no
ônibus, na escola na festinha ou onde quer
que você frequente e visite,
compartilhe com outras frutas escrevendo
para:
berinjelamilanesa@gmail.com


Sua identidade será mantida em sigilo e todos os nomes devidamente trocados,
ou não. Como você preferir.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Sebosos



O mundo está dominado por pessoas frescas.

A frescura com comida é a maior de todas.
A liberdade com o cardápio criou pessoas que são capazes de comer arroz, feijão, farofa batata e bife TODOS os dias, alternando somente o bife que pode ser trocado por um filé de frango.

São pessoas capazes de ficar separando durante toda a refeição milhares de mini pedacinhos de cebola, cebolinha ou qualquer outra coisa que seja verde ou nutritiva. Os mais radicais torcem o nariz de tal forma que nem encostam na comida se apenas SUSPEITAREM que algum destes ingredientes tocou a comida.

Não bastasse tanta seleção no cardápio repetitivo existem os que suspeitam da preparação da comida em todos os lugares. Esses não comem cachorro-quente nem hamburguer na rua porque "é nojento" mas se deliciam facilmente em qualquer Mc Donalds ou loja de shopping por ser "limpinha". Também relacionam limpeza com riqueza, restaurantes baratinhos tendem a ser porcos e os caros mais higiênicos (?)

Que eu saiba quem costuma trabalhar limpando casas e lugares são pessoas "menos favorecidas" enquanto os "mais favorecidos" só sujam.

Mas enfim, você aí que passa mal e sente o estômago embrulhar só de pensar em achar um cabelo na comida, mas mesmo assim beija e afaga o cabelo da sua namorada que se espalha pela casa toda, que nunca comeria em espeluncas duvidando da limpeza do lugar e que prefere andar com biscoitos cheio de gordura hidrogenada na bolsa do que almoçar em algum lugar "duvidoso", tenho algumas perguntinhas a fazer:

Você anda de ônibus?

Reflita sobre todas as pessoas que pegam ônibus todos os dias

Já comeu seu biscoito herméticamente e higiênicamente processado depois de pagar a passagem e segurar naqueles ferrinhos de apoio até chegar ao seu lugar?

Você já viu alguém limpando ônibus?






Seja bem vindo ao mundo das bactérias